FORGOT YOUR DETAILS?

Sobre

Nascido no dia 28 de Outubro de 2009, o Apostolado Santa Igreja tem como objetivo defender a Santa Igreja Católica de seus inimigos e promulgar a devoção ao papado, a Nossa Senhora e a adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

Nosso logo:

A principal preocupação com o novo brasão era permanecer todos os símbolos que já tinham sido consagrados em nosso brasão anterior, mas com um visual mais leve e com mais significados.

Todas figuras que compõem a imagem tem significados profundos. Começando pelo formato do brasão que foi escolhido para lembrar que a Igreja é a barca de Pedro, qual foi prefigurada pela arca de Noé. No grande diluvio que vivemos, na barca de Pedro encontraremos a certeza que atravessaremos a tempestade e chegaremos a salvação.

Ao fundo vemos a silhueta da forma dividida em duas partes. Na maior, com fundo de pedra, lembramos das palavras de Nosso Senhor “Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja” (cf. S. MT XVI,18). Na outra parte, vemos um fundo preto, simbolizando os filhos da Igreja que não tiveram acesso a revelação, mas que pertencem a alma da Igreja por obedecer a ordem natural, como nos ensina o grande São Tomás de Aquino.

No centro do brasão, se encontra a Eucaristia e no topo o Cristograma IHS (Iesus Hominum Salvator), comunicando que a Eucaristia é o centro e ápice da vida da Igreja, como nos ensina o concílio Vaticano II.

Na parte inferior vemos uma cruz pátea, lembrando que pelo sacrifício redentor de Cristo no calvário fomos redimidos. A cruz se e o cristograma estão na parte preta. Lembrando que Nosso Senhor é este clarão em meio a escuridão. A cruz na parte inferior lembra que toda vida cristã está pautada nesse sacrifício. Este mesmo sinal de salvação está estampado na Eucaristia, indicando a total ligação do sacrifício eucarístico com o sacrifício do calvário, como ensina o infalível concílio de Trento.

Nas laterais vemos doze estrelas de oito pontas, uma alusão a Virgem Santíssima descrita em Apocalipse XII como a mulher coroada por 12 estrelas, ao mesmo tempo, simbolizando as oito bem-aventuranças (S. Mateus V, 3-12). Essa estrela concomitantemente é uma ligeira homenagem a Sua Santidade Francisco que a possuí em seu brasão.

O BRASÃO PAPAL:
Um olhar rápido e desatento perderia a riqueza simbólica que demos a esse símbolo do Santo Padre.
O brasão papal em nossa figura não representa apenas ao magistério do Papa, mas representa todo o deposito da fé. As chaves pontifícias alem de seu simbolismo original, do poder do Papa sobre o céu e a Terra dado por Cristo (cf. S. Mt XVI,18), assumem referencias do depósito da fé. Na ponta das chaves vemos uma referência a dois pergaminhos, adicionando a evidente referencia do Santo Magistério as outras duas pilastras do deposito da fé, a Sagrada Escritura e a Sagrada Tradição. Estes símbolos foram adicionados a chave pontifícia, pois é a Igreja que tem o poder de abrir-nos a verdadeira interpretação dada por Cristo. Na outra extremidade da chave existe duas alianças, simbolizando as duas alianças que Deus fez com os homens.

Na tiara vemos os três três níveis remanescentes do brasão tradicional, simbolizando que o Santo padre é "Pai de reis, Pastor do mundo e Vigário de Cristo". As faixas da tiara "abraçam" as chaves, simbolizando que o papado abraça a toda verdade revelada por Cristo e a protege como verdadeiro guardião.

Entrelaçado as chaves, vemos um santo rosário, símbolo máximo de devoção à Maria Santíssima. O rosário está simbolicamente entrelaçado as chaves, mostrando que é através da intercessão de Maria Santíssima que os homens se unem ao mistério da Igreja. O entremeio do terço é uma pequena concha, símbolo que lembra os mistérios de Deus (uma homenagem ao Papa emérito Bento XVI que carrega-o em seu brasão). Assim, deixamos nosso singelo agradecimento por seu pontificado que inspirou e inspira a nossa catequese. Com a inserção desse simbolo em nosso brasão, assumimos promulgar incessantemente essa devoção tão exigida por Nossa Senhora, especialmente em Fátima.

É importante notar que o brasão papal, embora esteja em maior parte sobre a rocha, atinge a parte escura. Comunicando que a Igreja atinge aqueles que não foram evangelizados (não porque não quiseram, mas porque não tiveram a oportunidade). Aqueles que infelizmente vivem na escuridão da falta do evangelho mas que seguem a ordem natural que Deus escreveu em seus corações.

Abaixo do brasão papal, fica as siglas “S” e “E”, que são a abreviatura de “Sancta Ecclesia”. Lembrando o porque da existência de nosso Apostolado! De fato, existimos para propagar que a Igreja é Santa e imaculada.

Estamos convencidos de que esse é o mais belo brasão católico que conhecemos, esperamos que apreciem.

Cremos que este não é “apenas” um brasão, mas um resumo das razões pelas quais somos filhos da Santa Igreja.
Que Deus nos conceda muitos anos mais de evangelização.

TOP